quarta-feira, 20 de julho de 2011

Apesar de tudo, continuo a sentir saudades. Saudades do que fomos, saudades do que podíamos vir a ser. Foste o meu primeiro ponto de abrigo, a primeira pessoa de quem realmente precisei e o único amigo por quem eu chorei. De saudade.
Hoje olho para trás e penso no tempo que desperdiçámos com futilidades. Na altura não eras de todo algo dispensável e a única forma de to mostrar foi fazendo exactamente o contrário do esperado: afastar-te em vez de manter-te por perto. Quando soltei as palavras que abalariam para sempre a nossa amizade tão bonita e intocável, eu simplesmente não tive noção daquilo que destruí. Ai, o que eu me arrependo. Mas se não tivesse passado pela provação de sentir que nunca mais ia ter-te, hoje não daria o valor que dou àquilo que temos, mesmo tendo noção que não és perfeito. E só e apenas pelo facto de não necessitar tanto de ti como pensava que necessitava é que consegui aceitar, finalmente, que apesar de seres insubstituível, não podes de todo tornar-te outra vez o centro do meu mundo, e o ar que respiro.
Amo-te com tudo o que tenho, mas não és nem nunca mais serás o único a usufruir dessa condição. Tanto para meu bem como para o teu.

sábado, 9 de julho de 2011

sexta-feira, 1 de julho de 2011

quinta-feira, 30 de junho de 2011

É importante que saibas que só desisto porque sei que à partida todas as expectativas que estou a criar seriam em vão. Mas que é difícil é. E não digam que não...

sábado, 25 de junho de 2011

"O problema instala-se quando o coração já se apercebeu, mas o cérebro insiste em negar... "


http://www.youtube.com/watch?v=uxTDK1S5qJ0


quinta-feira, 23 de junho de 2011

Porque é que estás a invadir o meu pensamento desta forma? SAI, por favor!


domingo, 19 de junho de 2011

Sabes que contigo sinto-me segura e  feliz? Sabes que és como a minha tranquilidade e que quando estou em necessidade é a ti que recorro? Sabes que sei que quando precisar tu vais estar lá sempre? Sabes que quanto mais o tempo passa mais te tornas imprescindível e importante? Consegues entender a maneira como me fazes ganhar os dias que por vezes considero perdidos? Percebes que te amo como uma irmã? Espero que sim, porque consegues fazer tudo isto sem pedir nada em troca. Minha irmã :) AMO-TE <3


http://www.youtube.com/watch?v=epUOoPuiyZM

A Rosa

"Permanecemos em silêncio. Tenho a sensação que esta é a última vez que estaremos juntos. Entro em choque e sou invadida subitamente por uma sensação de vazio. Porém, ambos temos a noção de que é impossível continuar-mos juntos.
O ambiente está pesado. Tento fitá-lo, mas tenho medo da sua expressão. Ele começa a falar, observando a paisagem à nossa frente, e sem me olhar verdadeiramente.
Tento escutar o que ele me diz, mas não consigo captar a maioria das suas palavras. 
Observo também aquele lugar. Agora com outros olhos. Outrora era tranquilo e transmitia-me a sensação de paz. Porém, sabia que depois deste dia, quando cá voltasse, estaria repleto de recordações. Dolorosas.
De repente, veio-me à ideia a imagem de uma rosa. As rosas são como as relações. Ao principio são completas e cheias de cor. Mas ao longo do tempo perdem pétalas e a sua cor desvanece... 
Desci à realidade depois destes momentos de abstracção, e parti, deixando-o a ele e a todas as recordações para trás."

O Grito- Quadro de Munch

"Sinto-me com medo. Um medo profundo e um vazio tão grande! A minha mente empurra-me para uma espiral de desespero e revolta desde que saíste da  minha vida. Sou invadida permanentemente pela imagem da tua face e tu à minha volta desaba.
Quero lembrar-te sempre no entanto, quando o faço sou invadida por uma dor lancinante que me retira o ar e faz com que me perca numa apatia irracional para tentar-me proteger.
A minha vida vai perdendo as cores quentes que a caracterizavam, e eu estou fria, distante e dilacerada, envolta numa penumbra e névoa constantes,
Mas eu vou levantar-me! Continuar o meu caminho, sem nunca olhar para trás. Mesmo que o faça sem ti. "



Este texto foi feito para um teste de Português onde tinha que caracterizar o quadro "O Grito" de Munch, dizendo quais seriam os sentimentos e como estaria o ambiente se fosse uma das personagens do quadro. O texto não está muito longo pois tinha limite de palavras e mesmo assim ultrapassei (acontece-me sempre -.-). É um dos meus exercícios preferidos, podemos dar largas à imaginação, partindo de simples imagens que podem ter várias interpretações diferentes  ^^

sexta-feira, 10 de junho de 2011

"I'm about to lose my mind 
You've been gone for so long 
I'm running out of time 
I need a doctor 
Call me a doctor 
I need a doctor, doctor 
To bring me back to life "



        
     Eminem ft.Skylar Grey- I need a doctor

segunda-feira, 2 de maio de 2011

:)


        Está na hora de seguir em frente. Percebi finalmente, depois da derradeira tentativa que  não vale a pena continuar a forçar. Sempre pensei que depois de tudo o que passámos , a nossa amizade afinal sempre fosse mais forte do que aquilo que parecia, e que tudo o que eu passei para te recuperar não tivesse sido em vão. Acabaste por não dar valor, e isso eu não consigo suportar. Decidiste partir e eu não tenciono ficar. Prefiro assim, porque no fim de tudo, talvez eu tenha finalmente aprendido a viver sem ti. Mas isso é algo que ainda vou descobrir... (Era suposto os melhores amigos serem PARA SEMPRE!)

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Promise me!

"Promise me you'll think of us as a time so beautiful. Promise me you'll think of us still bright still colorfull. Promise me to look back at us as a time in your life you enjoyed. Promise me, promise me I'll be fine without you."

Dead By April- Promise me

quarta-feira, 20 de abril de 2011

"Ás vezes a realidade magoa, mas a tua franqueza e sinceridade, por incrível que pareça, fizeram com que fosse mais fácil ultrapassar esta situação. Sem ilusões. Sem desilusões. Obrigado,A :)"
Não é que não o sinta, simplesmente estás a pressionar-me demasiado para o admitir, e isso deixa-me ansiosa!